CONTATO

CONHEÇA AS PRINCIPAIS DOENÇAS DO QUADRIL

Cirurgia do Quadril

DOENÇAS ARTICULARES

Artrose

Desgaste progressivo da cartilagem de revestimento da cabeça do fêmur e do acetábulo. É a doença mais frequente do quadril. Tem diversas causas com destaque para alteração da anatomia óssea, doenças da infância, infecção, traumas e atividades repetitivas de alto impacto. Inicialmente de tratamento conservador é a principal indicação para prótese total do quadril.

Osteonecrose da cabeça femoral

Doença relativamente comum, sobretudo em adultos jovens. Etiologia e patologia pouco conhecidas tem amplo espectro de acometimento. Quando grave impacta profundamente na qualidade de vida do paciente. Diagnóstico precoce é fundamental para evitar complicações e na tentativa de evitar cirurgias.

Ortopedia

TRAUMAS / FRATURAS

Fratura do fêmur proximal

As fraturas do colo fêmur e as fraturas trans/subtrocantéricas constituem esse grupo. São de manejo eminentemente cirúrgico. Várias opções de tratamento estão à disposição e uma intervenção precoce e precisa evita complicações que podem ser muito graves.

http://www.scielo.br/pdf/rbort/v50n4/pt_1982-4378-rbort-50-04-00371.pdf

Fraturas do acetábulo

Classicamente associada a trauma de alta energia em adultos jovens, está cada vez mais frequente entre os pacientes na terceira idade. São desafiadoras e devem ser manejadas por profissionais experientes.

Fraturas da pelve (bacia)

As lesões instáveis são associadas a traumas de alta energia e representam grave ameaça à vida. As estáveis, decorrentes frequentemente de queda da própria altura, normalmente são de tratamento conservador que deve ser iniciado precocemente.

Traumatologia

LESÕES ESPORTE

Impacto femoroacetabular

Alterações anatômicas em conjunto com prática inadequada de atividade esportiva leva a esta doença degenerativa, que pode causar dano irreversível à articulação. Diagnóstico precoce e tratamento adequado, cirúrgico ou conservador pode alterar a evolução natural desfavorável dessa patologia.

Pubalgia

Falta de equilíbrio muscular que leva a tendinites dos músculos adutores e reto, inflamação do osso Pubis e da sínfise púbica. Inicialmente prejudica o desempenho atlético e pode evoluir com dor persistente, com impacto nas atividades da vida diária.

Fratura por stress colo fêmur

Resultado de um número repetitivo de ciclos em determinada região do osso que pode levar a fadiga e fratura. O desbalanço entre formação e reabsorção de osso é a principal causa. Muito incidente no colo do fêmur é causa frequente de afastamento e cirurgias em atletas.

Dores crônicas – tendinites

A pelve e o quadril transmitem todo o peso do corpo da coluna aos membros inferiores. Por isso é sítio frequente de bursites e tendinite sendo a mais notória a bursite trocantérica. Relacionada a tendinite dos glúteos e do mecanismo abdutor causa dores nas caminhadas, movimentos e até para dormir. Fisioterapia, fortalecimento muscular, acupuntura e infiltrações compõe o rol de tratamentos dessa desafiadora condição.

Dr. Daniel Daniachi

Dr. Daniel Daniachi

CRM 117036

Médico graduado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP).

Ortopedista e Traumatologista formado pela mesma instituição de ensino.

Possui subespecialização em Cirurgia do Quadril.

É membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. E também membro titular da Sociedade Brasileira de Quadril.

Título de mestre em Ortopedia e Traumatologia pela Santa Casa de São Paulo.

Fale Conosco

Para entrar em contato conosco preencha o formulário abaixo:

Endereço

Rua Rosa e Silva, 154,
Higienópolis,
São Paulo - SP

11 3667-6165

11 94494-9434